Ao contrario de quando chegou, você foi me deixando devagarzinho.
A cada mensagem no estilo textão, a cada volta repentina. A cada momento que fui entendendo que o que eu sentia era brincadeira para você.
Você foi morrendo lentamente. Matando aquele lugar que era seu, que você ocupava e preenchia todo o espaço.
É como se você tivesse se chutando de perto de mim. Cometendo suicídio.
Quando eu vi, você estava na porta querendo entrar por que tinha se trancado do lado de fora.
Mas você levou a chave.
Você se expulsou e eu só acatei a sua decisão.
Agora não dá pra voltar.
Embora devagarzinho você já foi.
E eu já troquei a fechadura.

Compartilhe

Sobre o autor

Pseudo Nerd. Canceriana (isso importa?). Adoro escrever e ler. Viciada em filmes e seriados. Conhecida por sentir as coisas alem do necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *