Ainda consigo sentir a temperatura de seus dedos percorrendo minhas costas.

Dedos longos que queimaram minha pele e me fizeram arrepiar…

Lembro-me dos seus dedos em meus cabelos, puxando minha cabeça para traz deixando o meu pescoço livre…

Ainda consigo sentir sua língua percorrendo meu pescoço… brincando com meus sentidos… testando minha resistência…

A lembrança do peso do corpo dele sobre o meu ainda é tão viva, que juro ainda poder senti-lo.

Lembro da música…

Ainda sinto seu gosto em minha boca…

Seu cheiro já faz parte das minhas melhores lembranças…

Compartilhe

Sobre o autor

Pseudo Nerd.
Canceriana (isso importa?).
Adoro escrever e ler. Viciada em filmes e seriados.
Conhecida por sentir as coisas alem do necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *