Endurecido…

Era assim que achava que estava por dentro (e principalmente o coração).

Como estava enganada!

A casca de ironia, a boca cheia de conselhos para dar…

Amargor.

Vontade de ficar sozinha?

Só da boca para fora…

Na verdade se sentia só!

Bastava apenas uma fagulha de calor, de um fósforo… uma vela…

E o degelo se fez por completo.

Corpo gelado…

Coração gelado…

Ardiam com um sentimento já conhecido…

Esquecido.

Renegado.

Proibido. 

Tags

Compartilhe

Sobre o autor

Pseudo Nerd. Canceriana (isso importa?). Adoro escrever e ler. Viciada em filmes e seriados. Conhecida por sentir as coisas alem do necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *