Estava fazendo uma coisa que nunca faço: estava vendo o Jornal Nacional.

Criticas a parte, não pude deixar de ficar tocada, emocionada e principalmente horrorizada com a situação do estado do Rio de Janeiro.

Então eu pensei: passo tanto tempo escrevendo sobre sentimentos que me foi impossível ficar indiferente e não postar alguma coisa aqui no “sentimentalismo urbano”.

Há uns dois posts eu falei sobre o espírito natalino estar presente apenas na época de natal. Essa é uma ótima oportunidade de mostrar que somos capazes de ajudar, doar e nos unir por uma causa maior e em qualquer época do ano.

Mas é muito fácil falar e não fazer nada. Decidi começar a agir por mim mesma.

Vou juntar o que eu puder (comida, roupas, água…) e movimentar a minha família e pessoas próximas a mim para que ajudem também. É mínimo que posso fazer.

Mas e você? Já pensou em como pode ajudar??? Eu tenho uma sugestão.

Que tal pegar aquela calça que não cabe mais em você que está guardada no fundo da gaveta para quando emagrecer ( o que dificilmente vai acontecer) e doar par alguém que precisa? Aproveita e manda junto com aquele alimento que você não vai comer se sacrificando por uma calça que você não vai usar!!

Que tal pegar aquela roupinha que foi do seu filho quando ele tinha 5 anos e que não cabe mais nele, porque ele tem 25, e doar para uma daquelas crianças que perdeu todas as roupas e a família?

São gestos pequenos, praticamente insignificantes, mas que vão ajudar alguém que você não conhece, mas que será eternamente grato por um gesto tão especial de sua parte.

Agora, por favor, não repitam “pseudos voluntários” a vergonha de roubar os donativos como aconteceu no desastre há alguns anos no sul do país.

Procurem em suas cidades os locais de doações.

“Solidariedade, amigos, não se agradece, comemora-se.”
( Betinho )

Compartilhe

Sobre o autor

Pseudo Nerd. Canceriana (isso importa?). Adoro escrever e ler. Viciada em filmes e seriados. Conhecida por sentir as coisas alem do necessário.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *